7 de maio de 2012

RESUMO DO FILME "OS VINGADORES"

Caros alunos, depois de nossa ida ao cinema, e da nossa leitura crítico-reflexiva sobre o filme “Os vingadores”, fiquei pensando se não seria interessante fazer um pequeno resumo sobre o filme. Então, aqui expressarei uma pequena abordagem do filme levando em consideração apenas três aspectos das muitas temáticas que foram apresentadas no filme: Liberdade, ética e união.
A trama do filme não é bem inovadora, ligada a outras concepções de mundo, o filme traz a lenda dos heróis Marvel, que diante de uma ameaça a terra se reúne para salvá-la. No entanto, diante de uma visão egoísta e com um plano bem formulado, o vilão vindo de outro mundo o Loki, irmão do grande Thor, tem uma grande vantagem ao capturar o tesseract, o cubo com poderes cósmicos que vimos em posse do caveira vermelha no filme “Capitão América – O primeiro Vingador”. O vilão da trapaça não veio desesperado e trouxe consigo um grotesco e violento exército vindo de outro mundo. Uma das suas justificativas de dominação da terra foi a “liberdade” dos humanos. Para ele os terráqueos não seriam homens livres, pois por se, não tinham a reflexão nem o desejo de dominação em massa, formando assim um grande exército terrestre. Após os primeiros passos de seu plano serem dados, a terra tem apenas dias para existir. “No sentido político, a liberdade civil ou individual é o exercício de sua cidadania dentro dos limites da lei e respeitando os direitos dos outros. "A liberdade de cada um termina onde começa a liberdade do outro" (Spencer). “Em um sentido ético, trata-se do direito de escolha pelo indivíduo de seu modo de agir, independentemente de qualquer determinação externa. A liberdade consiste unicamente em que, ao afirmar ou negar, realizar ou enviar o que o entendimento nos prescreve, agimos de modo a sentir que, em nenhum momento, qualquer força exterior nos constrange" (Descartes).
Em um segundo momento o filme apresenta uma concepção “ética, que ligada a questões de poder se apresenta como o conflito que mais atrapalha a “união” dos heróis para o bem da terra. “União” essa que é a terceira temática que abordaremos aqui. Na concepção “ética”, podemos observar certa desconfiança em relação à veracidade dos próprios heróis, principalmente em relação com o chefe da equipe de espionagem, o Nick. Para o homem de ferro o Nick esconde a causa principal pela qual os heróis estão em luta. Na verdade a grande causa é a não obediência do Nick aos seus superiores que desejam um ataque nuclear, causando assim uma grande devastação da terra. "Segundo alguns filósofos, nossas vontades e nossos desejos poderiam ser vistos como um barco à deriva, o qual flutuaria perdido no mar, o que sugere um caráter de inconstância. Essa mesma inconstância tornaria a vida social impossível se nós não tivéssemos alguns valores que permitissem nossa vida em comum, pois teríamos um verdadeiro caos.  Logo, é necessário educar nossa vontade, recebendo uma educação racional, para que dessa forma possamos escolher de forma acertada entre o justo e o injusto, entre o certo e o errado." Descoberto a principal causa da indiferença de Nick, os heróis se junta unindo suas forças e vão em busca de salvar mais uma vez a terra.
O final, bem, o final todos sabemos. Diante da realidade vivida dias atrás, podemos deixar o final para comentarmos em um momento de descontração. Sabemos que o mundo das telinhas estará sempre protegido pelos heróis Marvel. E o nosso?

HELDER FRANCISCO BEZERRA DE BARROS
PROFESSOR DO COLÉGIO SANTA JOANA D'ARC



 : 
Página Seguinte » « Página Anterior Página inicial